Menu

sexta-feira, 2 de março de 2012

Diário de bordo. Parte 1

Pessoas, preciso começar um assunto sério, mas antes vou  contar que a maioria das pessoas que me conhecem de verdade acham estranha uma certa capacidade que tenho de perceber tudo ao meu redor mesmo quando não estou olhando. Eu tenho reflexos muito rápidos e uma percepção aguçada, costumo comentar coisas que ninguém mais viu, ver as coisas e locais por onde passo e reparar em pequenos detalhes e as vezes quando me perguntam algo eu respondo antes mesmo da pessoa terminar de perguntar pois eu já sei do que se trata... (coisas de gente louca).
E agora exatamente 19:41, estou descendo a serra rumo a Balneário Camboriú, SC; E como  (blogueira que sou) rsrs estou no carro  editando a postagem de domingo (filmografias de domingo essa semana com Angelina Jolie), enquanto digito, a chuvinha no para-brisa (tradicional na serra) me deixa calminha, passei por algumas placas de atenção a velocidade e comecei a reparar  nos veículos, está noite, pista molhada, serra, curvas e a velocidade máxima permitida 60km/h e mesmo assim muitos motoristas estavam descendo a pelo menos 100km/h seguros de si suponho...
Mas vejo assim, carros pequenos fazem um bom estrago com imprudência, mas caminhões... transformam acidentes em catástrofes. E isso foi o que mais me deixou indignada, esses motoristas são tão seguros de que estão agindo certo, e que sabem o que estão fazendo que não levam em consideração que o transito é assim como qualquer outra ação em sociedade, um ato coletivo.
Atenção:
Você motorista “fodão” não vai depender do seu freio ABS, nem do seu carro super potente para sobreviver a um acidente, você precisa contar com a sorte e muita proteção divina para não cruzar com outro motorista se sentido ‘O piloto de formula 1” . Nesses encontros normalmente não sobram muitos sobreviventes para contar quem venceu.
E bem, eu fiquei chocada com a velocidade e a audácia de um motorista de caminhão que vinha com seu bi trem  carregado e pesado pelo visto, jogando o caminhão para cima dos veículos que estavam “literalmente” em seu caminho, ele devia estar com pressa, e o pior, carrega em sua lateral a logo de uma grande transportadora que por ética não vou citar aqui, até por que ela não tem culpa dos motoristas péssimos que existem por ai. Mas fica a dica existem equipamentos de monitoramento do veiculo, não só rastreadores para evitar roubo, mas uma tecnologia que mantem as empresas cientes de como esta o desempenho de sua frota: velocidade, gastos com combustíveis, paradas, utilização do freio e muito mais.
Eu estou comentando apenas um ponto de vista, reclamamos tanto do transito na cidade e nas estradas, mas as mudanças só vão aparecer quando olharmos para os nossos atos, e corrigirmos eles quando todos atingirem a consciência de que se todos fizerem sua parte as coisas melhoram vamos poder ler índices menores de “ignorância” no transito.



Agora beijinhosss que vou seguir bem tranquila minha viagem, de olhos abertos e muito atenta aos outros.

Um comentário:

  1. Isso ae Pê! Fiquei boba agora! Eu lendo teu texto assim: '' nossa é verdade,'' ou '' Se gasto se gasto'' é isso ai. Agente vai viajar para descansar e sempre tem segurança de si, nós não temos medo de nós na estrada mais sim de outros que não dão a mínima se vão matar ou não! Gostei muito bjosss!!

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião! Acredite ela é muito importante para mim!
Obrigada por ter passado aqui!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...