Menu

terça-feira, 8 de maio de 2012

Músicas + Músicas... especial

Hoje eu vim em especial postar uma música que encontrei nas minhas horas sem sono a fio... e acabei escolhendo para fazer uma breve homenagem á alguém muito especial, eu poderia postar mil músicas para descrever esses anos todos de amizade, amor, e carinho, até por que eu já escrevi muitas músicas para ela, mas eu escolhi uma só, por que fala de duas coisas muito haver com toda essa longa história, a 1ª é uma amizade que apesar de afastadas já mais morre, e a segunda é que uma frase na música me chamou atenção: "A nossa planta o vento não desfez",  olhe é curioso, há quase 8 anos existe uma plantinha que as vezes desaparece no vasinho, morre, seca completamente e de repente ao menor sinal de contato seja telefônico, virtual,  visual, ou pessoal, entre eu e essa amiga a plantinha revive como mágica brota e fica linda enche de flores e permanece viva por muito tempo, ela quase nunca sofre com o tempo, suas mudanças são de acordo com meu humor o que já é estranho! E ela nem é minha, é da minha mãe por que eu não gosto de flores, não levo jeito pra cuidar,  mas "ganhamos" no aniversário dessa minha amiga, e o cachorro já tentou matar, ela já caiu do vaso e se espatifou, perdeu toda a terra, tivemos que colocar nova, quebrou, secou, morreu, sumiu no vaso ficou apenas um galho torto seco e feio, mas lá volta ela a florescer sem mais nem menos, e aí minha mãe perguntou um dia desses em que a plantinha nasceu de novo...
-Você viu a Evelyn? Eu tive que rir, por que era fato, eu havia visto sim!
Bom preciso dizer que essa guria é muito especial, não é simplesmente uma amiga de "infância-adolescência"  é mais que uma parte da minha história é uma parte de mim, mora muito dentro do meu coração.
E ela sabe disso eu cansei de dizer, e deixar claro á quem quisesse saber rsrs mas hoje decidi que precisava contar mais uma vez isso.
Ah sim a plantinha claro... é uma Kalanchoe blossfeldiana nome feio né? é mais conhecida como Calanchoê, Flor-da-fortuna, Calandiva e mais um monte de nomes nem tão conhecidos assim, ela é originária de Madagascar (tudo louco)... E bem seguimos com a imagem da própria sem flores no momento... e a música.



Velhos amigos vão sempre se encontrar
Seja onde for, seja em qualquer lugar
O mundo é pequeno, o tempo é invenção
Que o amor desfaz na tua mão

Nada passou, nada ficará
Nada se perde, nada vai se achar
Põe nosso nome na planta do jardim
Vivo em você e você dorme em mim

E quando eu olho pro imenso azul do mar
Ouço teu riso e penso: onde é que está?
A nossa planta o vento não desfez
É nunca mais, mas é mais uma vez!






Um comentário:

Deixe sua opinião! Acredite ela é muito importante para mim!
Obrigada por ter passado aqui!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...