Menu

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Minha imaginação...


Eu criei o que mais queria, 
deixei que me levasse para algum lugar nesse universo onde eu pudesse ser quem sou.
Eu fui carregada.
Corri em meio aos carros que não rodavam mais, aos pulos alcei voo e logo tão longe estava, 
tudo ao meu alcance. 
Eu voei.
Deixei que as coisas saíssem do controle,  
deixei que os perigos não me intimidassem.
Eu me permiti inventar a solução de problemas que eu criei, 
me permiti ser feliz sem limites.
Eu vivi.
Pensei saber onde pisava, 
conhecer cada caminho que trilhei, 
onde todo ser que me falava era amigo, mágico e confiável.
Eu sofri.
Experimentei me soltar, 
fiz tudo que queria fazer,
disse tudo que pensei em dizer, 
fui além do que já mais poderia ir se tudo fosse real.
Eu sonhei.
Deixei que as circunstâncias fossem mais fortes, 
que as emoções fossem maiores,
que as palavras tivessem poder.
Eu me perdi.
Cheguei onde ninguém mais chegou, 
do fundo ao céu, 
das estrelas em minhas mãos ao infinito.
Sentimentos em questão, tomando conta da razão.
Me descobri. 
Confesso não ter acordado antes que não pudesse levantar,
vejo as coisas de outra forma, 
de baixo para cima as estrelas nem parecem tão perto assim.  
as distâncias são maiores quando não posso mais voar.
Eu entendi.
Busquei a ilustração perfeita, 
a hora exata do inicio, 
mas o que vejo são gotas no chão das lágrimas ácidas que deixei escapar,
quando minha imaginação superou meus sonhos, pisou na realidade e rasgou minhas verdades.
Eu acordei, 
tarde de mais e o mundo perfeito escapou por entre meus dedos.
By:(P.)



2 comentários:

  1. Quando perdemos o controle é que somos afinal apresentados a nós mesmos.
    GK

    ResponderExcluir
  2. Concordo com o comentário acima, e completo: QUE TEXTO!!!

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião! Acredite ela é muito importante para mim!
Obrigada por ter passado aqui!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...