Menu

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Tatuagens 2 - Pense bem!

Imagem retirada do Google


Como eu disse no último post sobre o assunto tatuagem é coisa séria, uma vez comentei (aqui) que não faço tatuagens baseada na moda, ou no coletivo, conheço mais que uma pessoa que tatuou algo e se arrependeu por que fez por impulso, por que era moda tatuar determinado desenho, ou palavra e aí na vida daquela pessoa a tatuagem deixou de fazer sentido assim que a adolescência passou!
Eu não sou uma pessoa que ama regras, mas acredito que essa de que precisa ser maior de idade para fazer tatuagem é uma muito boa, e é também prova de que o profissional é sério, se ele aceitar tatuar um menor de idade sem autorização e presença do responsável talvez não seja tão confiável assim...Olhem só:
Sou apaixonada por essa arte desde criança, quando eu tinha meus 12 anos comecei a me interessar mais, aos 14 pedi para fazer a primeira e meus pais negaram! Me disseram que quando fizesse 18 eu poderia fazer o que quisesse... naquele momento em meio minha adolescência e rebeldia eu fiquei furiosa, achava que o desenho que eu queria fazer era lindo e nunca me arrependeria de ter feito, que não apareceria e que nunca iria me atrapalhar! fui várias vezes ao tatuador só para que ele desenhasse a minha ideia em caneta mesmo... Eu queria por que queria fazer um escorpião (nada mais justo, é meu signo) faria na barriga, próximo a cintura.
Eu digo agora:
-Graças a Deus meus pais tinham juízo! (o que me faltava)
Eu não fiz, e não farei, e hoje agradeço por terem negado!
Quando eu estava com 17 anos um mês antes de completar 18, guardei meu salário e fui com minha mãe para fazer a minha primeira tatuagem... Uma bailarina simples, delicada, e em um local que eu pudesse esconder facilmente,  desenhada para mim, nunca me arrependi de ter feito, sou bailarina (aposentada kkkk) como alguns já sabem e acho que isso nunca sairá de mim, por isso a bailarina é apenas uma etapa da minha vida impressa em minha pele!
Até o ano passado era minha única tatuagem, mas já fazia um tempo que eu minha mãe e minha irmã do meio pensávamos em fazer algo juntas para simbolizar nosso amor, foi quando decidimos fazer o simbolo do infinito escrito família  no pulso, todas no mesmo pulso, exatamente igual. Nesse mesmo dia eu fiz a homenagem ao meu cachorro, vocês devem lembrar que contei isso (aqui).
Algumas pessoas escrevem nomes de pessoas, outras declaram amor ao namorado de duas semanas, eu declarei todo meu amor ao meu cachorro, fiel e companheiro... louca? Talvez mas não me arrependo foi a forma que encontrei de mostrar a todos o quanto ele é importante para mim por que talvez ele não entenda(entende sim), ou não saiba mas é muito especial!
E agora a última que fiz, mas não minha última, a borboleta azul, não é por que é o simbolo aqui do blog, alias ela é o simbolo aqui por que eu queria tatua-la á um tempão.
Significa liberdade, o azul é homenagem a mim mesma(rsrsrsr).

Ok, expliquei, expliquei e vocês ainda não devem ter entendido, cada uma das minhas tatuagens faz sentido em minha vida conta um pedaço de algo que vivi, e as próximas também tem esse mesmo sentido, uma delas só farei depois de alcançar um objetivo ela vai simbolizar minha vitória.
Eu não me vejo fazendo uma tatuagem qualquer sem vinculo com minha personalidade, e é isso que estou tentando dizer, você precisa pensar por que fazer aquela tatuagem, e se um dia lá no futuro ela não vai te atrapalhar, para arranjar um emprego, ou mesmo quando você se olhar no espelho e ver que já não gosta mais daquilo ali em você...
E ah pode dizer... que não existe mais isso de não conseguir emprego.
Eu sou prova disso, na empresa em que trabalho é proibido exibir tatuagens todos que tem devem mantê-las escondidas,  essa que tenho no pulso preciso maquiar ou cobrir com curativo, as outras não aparecem devido o uniforme, mas já pensou se eu tivesse feito sem pensar uma tatuagem no pescoço, ou uma maior no braço mesmo, que a roupa não cobrisse? Eu teria com certeza perdido um dos melhores empregos da minha vida.
Oportunidades aparecem quando menos esperamos e precisamos estar prontos para elas, por isso fazer uma tatuagem no impulso da adolescência como teria sido meu escorpião... seria um arrependimento, quanto mais maduro e certo do que deseja você estiver melhor é a hora da decisão. Nada de ser influenciado ou fazer algo por que seu ídolo fez, já pensou se fosse copiar as tatuagens do Johnny, estaria ferrada ele faz uma nova a cada semana! E isso não interfere em seu trabalho? Não pois ele trabalha com superproduções, mas eu mera mortal preciso trabalhar em uma empresa que é muito boa, porém conservadora;
Eu sei que cada um sabe de sua vida... mas pensem um pouco mais antes de escrever que amam alguém que conheceram antes de ontem, ou desenhar o golfinho rosa que você nem sabe por que fez, e não copiem tatuagens...
 Eu considero tatuagem parte da personalidade das pessoas, "se você copia sua personalidade você não á tem!" Então quem é você?!!!! Sejamos originais e sensatos.

Um comentário:

  1. Compartilho de seu pensamento, eu penso em fazer uma tatuagem um dia, talvez algum personagem de mangá pois tenho verdadeira paixão animes e mangá, e adoro desenhar. Outra coisa que sempre quis tatuar é uma caveira, demonstra a paixão por rock. Algo que eu sempre quis. Pensei em juntar as duas em uma só. Sei lá. Talvez um dia.
    Bj

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião! Acredite ela é muito importante para mim!
Obrigada por ter passado aqui!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...