Menu

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Não foi a chuva quem mudou...



E um dia você se pega fugindo da chuva fria de verão... e em meio aquela água toda que escorre pelo chão você se lembra que bem pouco tempo atrás, você corria do aconchego seguro e seco de sua casa para o terreno molhado escorregadio á céu aberto onde a tempestade mais alegre caia, encharcando seus cabelos e roupas.
E nesse instante se da conta que deixou de apreciar uma das brincadeiras mais divertidas de sua infância. 
Que a seriedade de ser adulto tomou conta da sua alma, e trancou seu sorriso descontraído onde não se pode alcançar.
E ao ver as poças pelo chão você as desvia mesmo de dentro de seu carro potente, as poças, que antes eram como imãs, para os quais você corria e pulava fazendo a água lamacenta espirrar na camiseta branca da escola. 
Agora ao se respingar de uma ou outra gota de chuva você sente arrepios, de frio, mesmo naquele calor escaldante, antes você abria a boca o máximo que podia e tentava sentir na língua o gosto que a chuva tinha. 
A chuva não tinha gosto...
Ela ainda tem! 
A chuva não está mais fria, você está mais frio.
A chuva não vem na hora errada, para ser franca ela aparece todas as tardes durante o verão no mesmo horário de sempre, você que não tem mais tempo livre.
Eu queria mesmo é parar de ter medo da chuva, parar de pensar na roupa limpa, e voltar a encarar a tempestade, olhando para o alto das nuvens de braços abertos esperando minha alma brilhar e aqueles sorrisos trancados aparecerem de novo.
Não foi a chuva quem mudou... mas ela pode me mudar...
E aí pensando muito nisso, está decidido na próxima chuva vou brincar na poça d'água, sem lembrar quantos anos tenho ou que horas são, vou correr no terreno e abrir os braços agradecendo por mais um banho de chuva! 
By:(P.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião! Acredite ela é muito importante para mim!
Obrigada por ter passado aqui!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...