Menu

segunda-feira, 18 de março de 2013

Sangrando...


E então naquela tarde descobri que as feridas já fechadas que há tanto tempo carregava em mim não haviam cicatrizado.
Quando o som da sua voz ecoou a minha frente, meu coração adormecido acelerou como se o mundo fosse acabar.
E ao voltar a pulsar as feridas que já se fechavam por ali, sangraram lentamente escorrendo pelo meu ser.
Minha garganta seca, engoliu a vontade de te falar... 
Que não é nada como eu queria que fosse.
Mas eu estava sangrando, minhas dores voltando, transformando a calmaria em tentação.
Mergulhei em um abismo profundo de ilusões, lembranças e questionamentos...
Por que?! Ah como eu queria entender.
Ainda tenho aqui algo escondido, perdido em meio aos sentimentos que já não sei mais traduzir, as palavras que já não sei mais pronunciar.
Quanto tempo se passou e meus passos mudaram tomaram novo rumo, meus olhos já não choram mais até meus pensamentos presos engaiolados que andaram cabisbaixos, se revoltaram ao ver todo aquele sangue escorrer dos meus arranhões. 
Eu ainda guardo feridas, que não consigo cicatrizar...
Eu ainda guardo memórias, que não consigo apagar...
Eu ainda guardo esperanças, que não consigo matar...
Eu ainda estou sangrando!

By:(P.)



PS: Eu ainda assino com um (P.) Esppecial!
Que idiota!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião! Acredite ela é muito importante para mim!
Obrigada por ter passado aqui!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...