Menu

sexta-feira, 15 de maio de 2015

O gosto da bolacha.


Era só uma noite comum, e eu precisei ir as pressas ao mercado comprar nem me lembro o que...
Entre as prateleiras, pensei: "-Que vontade de comer bolacha!"
Entrei naquele corredor enorme cheio de marcas, preços e sabores, e fui direto em um único espaço... Trakinas chocolate com morango. 
Passei pelo caixa, fui para o carro e antes de dar a partida abri o pacote.
Sai do estacionamento e assim que abri a bolacha com os dentes, tive que rir; (A criança tem 26 anos, compra bolacha para comer sozinha e ainda abre para tirar primeiro o recheio!)
Quando mordi a bolacha, não senti aquele gostinho simples e tradicional de chocolate ou morango.

Minha mente voltou 10 anos no tempo e me vi atravessando a rua em passos largos dividindo um pacote de bolacha Trakinas exatamente da mesma que comia naquele instante, e uma garrafa de Coca (que há 2 anos e meio não sei que gosto tem), itens esses comprados com a economia de passagens de ônibus. 
Aproveitei a próxima bolacha para rir das coisas que me lembrei em seguida, as conversas, as vergonhas, as palhaçadas, cada um daqueles momentos em que minha maior preocupação era chegar em casa e assistir a Malhação. 
Nas próximas eu já estava sorrindo das lembranças e coincidentemente dirigindo pela mesma rua de anos atrás, quando eu nem imaginava que iria dirigir meu próprio carro(kkkkk), e um dia sentiria gosto de saudade na bolacha recheada de lembranças.  
Se saudade as vezes dói, outras também faz rir, alguns momentos merecem ter cheiro, gosto e trilha sonora, e assim serem lembrados para sempre! 

Pri Fontoura

Um comentário:

Deixe sua opinião! Acredite ela é muito importante para mim!
Obrigada por ter passado aqui!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...