Menu

sábado, 28 de julho de 2012

Talvez...


Talvez a vida nos pregue peças, iludindo com miragens do que ela bem quiser.
Talvez a gente se prenda á sonhos que não é capaz de viver, e culpe a vida por não nos permitir fazer milagres.
Talvez encontremos uma saída um dia.
Talvez um dia você olhe para trás e veja que fui só um detalhe, dentre tantos escondidos nas irônicas coincidências da vida.
Talvez nesse dia você perceba que não passei de um vento leve, que soprou palavras tristes, tornando a escuridão ainda mais atraente.
Talvez um dia sejamos estranhos completamente idênticos, cruzando caminhos em alguma estrada no mundo.
Talvez em algum momento você se pergunte o que é mesmo que prometemos?!
Talvez nem seja mais uma lembrança nesse dia, e não tenha mais sentido algum, tudo aquilo que foi dito.
Talvez os enganos nesse dia tenham sido maior que as verdades, e tudo terá se perdido.
Talvez possamos então sentir a camada fina de gelo se rompendo com um calor incomum, onde o frio sempre imperou.
Talvez nada disso tenha sentido, e nem precisasse ser dito.
Talvez as coisas simples sejam as que parecem mais complicadas, e entende-las torne tudo impossível, frágil...
Talvez todas as horas cantadas, lidas, pensadas tenham se tornado vagas.
Talvez... Talvez... Talvez...
Eu só esteja completamente errada.
By(P.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião! Acredite ela é muito importante para mim!
Obrigada por ter passado aqui!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...