Menu

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Cada um... e só!


Eu procuro não procurar, busco não encontrar e tento me afastar.
Fecho os olhos quando me lembro tentando desfazer as lembranças e encontro no escuro de minha mente as fotos em preto e branco que um dia pensei em rasgar. 
São todos aqueles momentos, e já se passaram anos, e eu que achei que tudo estaria diferente agora, planejava um inicio e um meio para nunca ter final nem pensei que o fim viria antes do começo.
Eu queria encontrar os defeitos, nos poros da sua pele, nos fios de cabelos despenteados que você insiste em usar assim.
Mas eu não sei como fazer. Eu monitoro meus pensamentos e afasto teus gostos de mim, mas quando me dou conta está tudo aqui, contagiando meu dia, meu ser, minha alma.
Ainda busco inspiração no teu olhar profundo, vindo de outro lugar alheio a esse espaço tempo em que me encontro.
Meu coração enrijecido, sabe o que nele abafa... O tempo passa, as dores ficam. 
Cada um sabe a dor que traz, que arrasta, que esconde! 
Cada um sabe da saudade que não pode sentir, da vontade que não vai passar, do gosto que queria provar. 
Cada um sabe as escolhas que fez, e o que diz que se desfez! Cada um...
Sem dois... sem par.
Cada um e só em caminhos diferentes, buscando o mundo em meio a tanta gente, iguais e tão diferentes! 



Pricila Fontoura  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião! Acredite ela é muito importante para mim!
Obrigada por ter passado aqui!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...