Menu

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Isso é o que é...

E o ciúme me consome, me corrói...
E as vezes brigo e as vezes calo;
E nunca paro, de imaginar, de calcular, de analisar...
Procurando o erro, buscando o engano, descobrindo o que há no escuro.
Desvio o olhar em lágrimas, sinto as falhas que me cabem, sinto as dores que me torturam.
Eu me torturo, me destruo... Turbilhão de emoções de sensações...
Desconfio, não procuro compreender, só busco o ponto em que tudo se quebrou;
Sem perceber é costume vivenciar o que criei, inventei...
Sofrendo em prantos pelos delírios do meu ego, meu EU, perdido em meio as escolhas e inseguranças tolas, 
em busca daquilo que se perde onde meu orgulho começa, atras do que você nunca fará mas me custa acreditar, é difícil aceitar que nem todas as criaturas são iguais.
É difícil entender que se não fosse eu não seria ninguém, que as escolhas e as falhas e os erros nem sempre são meus, nem sempre são seus...
São sentimentos envoltos em palavras, em gestos, em medos, em pensamentos perdidos ao vento.
São sentimentos angústias, fúrias, verdades mal ditas, escritas na dor.
É só ciúme encontrando um motivo pra deixar rastros de culpa e amor;
É só ciúme cortando os pedaços, equilibrando as dúvidas entre o sim e o não.
E eu no meio tão cheia de mim, tão perto do fim, não longe da culpa, esperando isso tudo passar e enfim a verdade chegar.
By: (P.)

Um comentário:

  1. Ciúme é dose!
    corrói, destrói e devasta mesmo!
    adorei mais esse texto...
    bjs

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião! Acredite ela é muito importante para mim!
Obrigada por ter passado aqui!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...