Menu

domingo, 6 de outubro de 2013

Falando em livros: Instrumentos Mortais: Cidade de Vidro - Cassandra Clare

Livro: Cidade de Vidro - Cassandra Clare
Editora:  Galera Record
Capítulos: 20
Páginas: 474
Resuminho:   Todos estão prontos para partir para Alicante, esperando por  Clary que deve encontrar um feiticeiro chamado Ragnor Fell que vai ajudar a despertar sua mãe, quando um ataque de renegados obriga Magnus a abrir o portal antes da ruiva chegar, assim deixando-a para trás, e levando Simon junto Jace fica satisfeito por ter conseguido deixar Clary em segurança em Nova Iorque. Mas a garota chega horas mais tarde pronta para a viagem que tanto esperava, e descobre que todos já se foram, enfurecida e decidida abre um portal usando seu poder e se joga levando consigo Luke. Do outro lado após cair no Lago Lyn, as aventuras e revelações estão apenas começando.
Infringindo todas as leis locais Clary não conterá esforços para salvar sua mãe, mesmo brigada com Jace. Novos personagens surgem na história Aline, Sebastian e Amatis. Simon enfrenta problemas, Hodge reaparece, uma perda dolorosa ocorre para os Lightwoods, Valentim quase consegue concretizar seu plano, Jace e Clary finalmente sabem o que são, e principalmente o que não são! Jocelyn volta para Alicante livre de sua “doença”, uma guerra é vencida lado a lado os integrantes do submundo e os Caçadores de Sombras, lutam contra demônios, novos acordos surgirão, um lindo final e fogos de artifício.

Opinião: Dessa vez eu me surpreendi, se a série terminasse aqui estaria bom apesar de que eu ficaria implorando por mais! Cada capitulo traz uma revelação surpreendente, cada novo personagem carrega um enigma, o livro me fez deduzir, me fez ficar martelando e pensando será???? Sim eu pirei, sonhei com a batalha na madrugada em que li o capitulo, e fiquei 3 noites seguidas da 01:30 até as 05:00 lendo sob uma luz fraca pois cada página me levava desesperadamente para próxima. Acabei por me apaixonar muito mais por Jace, Clary, Simon, Maia, Izzy, Alec, Magnus e Luke! Não tem como não desejar estar na história, simples assim!

Trechinho para dar água na boca: [...] – Seus pais chegaram exatamente como você disse que fariam – sua voz era fria. – Me mandaram na frente para dizer que estavam bem, assim como Izzy e Max. Estão a caminho.
- Bem – disse Jace, a voz pesada cm sarcasmo –, obrigado por transmitir essa notícia assim que chegou.
- Não os vi assim que cheguei – disse Sebastian. – Vi Clary.
- Porque precisava falar com ela. A sós. – Capturou o olhar de Clary novamente, e a intensidade do dele a fez parar. Queria dizer a ele para não olhar daquele jeito para ela na frente de Jace, mas soaria louco e despropositado, além do mais, talvez tivesse alguma coisa importante pára dizer. – Clary?
Ela assentiu.
- Tudo bem. Só um segundo – disse, e viu a expressão de Jace mudar: não rosnou, mas ficou com o rosto rígido. – Já volto – acrescentou, mas Jace não olhou para ela. Estava encarando Sebastian.
Sebastian a pegou pelo pulso e a afastou dos outros, puxando-a em direção à parte mais densa da multidão. Ela olhou para trás. Todos a encaravam, até Magnus. O viu balanças a cabeça uma vez, levemente.
Parou onde estava.
- Sebastian. Pare. O que é? O que tem para me dizer? [...] Pág 234

__________________

Bom, claro que na manhã seguinte corri na livraria e comprei Cidade dos Anjos Caídos, sorte a minha existia UM único exemplar escondido atrás de outros Cidades de Vidro. Era o último e imediatamente tomei da mão da vendedora, antes que ela pudesse perguntar nada disse: - Vou levar! 

Hahaha compulsiva eu? Doentia eu diria! 
Semana que vem falo dele ainda estou lendo, ando cada dia com menos tempo! (infelizmente) 

Um comentário:

  1. Com toda certeza esse é o melhor da saga ( até agora ) a luta , as revelações tudo muito viciante , Cassandra me surpreendeu demais nesse terceiro volume *-*

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião! Acredite ela é muito importante para mim!
Obrigada por ter passado aqui!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...